Capital federal recebe a Campanha “Encha o Sac da Bunge”

Notícia - 29 - ago - 2005

O Greenpeace levou as atividades da Campanha "Encha o Sac da Bunge" para Brasília no final de semana, dias 27 e 28. A equipe de Engenharia Genética, que já esteve em Porto Alegre, Campos do Jordão, Rio de Janeiro e Manaus, foi à capital federal para alertar os consumidores quanto à falta de transparência da Bunge, mostrando seus produtos que podem conter transgênicos. A atividade é continuação da Campanha "Encha o Sac da Bunge", lançada no final de junho, com a publicação de 18 painéis em 11 cidades brasileiras questionando a política da empresa.

No sábado, a equipe esteve em frente à entrada principal do Ceasa e na Feira Paraguai. No domingo, foi a vez do Eixão Sul e da Torre da Cidade receberem os ativistas. Durante os dois dias, os voluntários distribuíram 800 Guias do Consumidor e entregaram bexigas com a frase "Não como transgênicos" e com o logotipo do Greenpeace a cerca de 1100 crianças. A população participou ativamente do evento, sendo recolhidas 660 assinaturas de protesto à Bunge nos pratinhos da campanha, exigindo que ela pare de usar transgênicos.

Na produção de óleos vegetais e derivados, o DNA é destruído de tal forma que um teste de transgenia é incapaz de detectar a presença de transgênicos. Por isso, produtos como margarinas, óleos, maionese e gorduras vegetais não podem ser definidos como transgênicos, o que não significa não ter sido usada matéria-prima transgênica em sua fabricação. Assim, a empresa é obrigada a rotular seus produtos, indicando que foram feitos a partir de matéria-prima transgênica.