Ambientalistas entregam manifesto em favor do PL original de biossegurança

Notícia - 27 - jan - 2004
Greenpeace reitera pedido de retirada do Substitutivo do deputado Aldo Rebelo e relembra parlamentares sobre opinião dos eleitores, desfavoráveis aos transgênicos

O Greenpeace, junto a mais de 800 entidades ambientalistas brasileiras, entregou hoje à Comissão Especial sobre Biossegurança da Câmara dos Deputados um manifesto (1) pedindo a manutenção do texto original do Projeto de Lei (PL) de Biossegurança, apresentado em outubro de 2003 ao Congresso Nacional.

O manifesto destaca a necessidade da realização de estudos de impacto ambiental prévios à liberação de transgênicos no meio ambiente e adequados às condições naturais do local no qual se pretende introduzir a variedade geneticamente modificada. Ontem (27/01) foi entregue à Comissão um manifesto elaborado por diversos juristas, também solicitando a manutenção do texto original do PL e a não aprovação do Projeto de Lei Substitutivo, apresentado pelo deputado Aldo Rebelo (PC do B - SP).

Desde o início da convocação extraordinária do Congresso, o Greenpeace está monitorando as atividades referentes ao PL de Biossegurança. Ontem (27/01), a entidade distribuiu cédulas -modelo aos parlamentares, informando-os a opinião dos leitores sobre o assunto. O interior de cada cédula trazia os dizeres " Se você votou não, você está do lado da maioria da população. O Ibope confirma isso" e o resultado da última pesquisa realizada pelo Ibope (2). Segundo a pesquisa, 73% dos brasileiros são contrários à liberação dos transgênicos até que exista um consenso na comunidade científica sobre a segurança desses organismos para o meio ambiente e a saúde humana e animal.

(1) Leia o Manifesto dos Ambientalistas Brasileiros.

(2)  Veja a cédula-modelo entregue aos parlamentares (3) A íntegra da pesquisa realizada pelo Ibope está disponível para download.