Navios contra a indústria do petróleo

4 comentários
Notícia - 12 - ago - 2010
Os navios Esperanza e Arctic Sunrise investigam e confrontam a indústria de exploração de petróleo em águas profundas. É o tour mundial “Indo além do petróleo”.

O navio Esperanza, do Greenpeace, saiu de Londres nessa segunda para enfrentar a indústria de petróleo e documentar os impactos de sua exploração em águas profundas. O destino não será revelado até a chegada para manter o elemento surpresa e não dar tempo das empresas exploradoras se prepararem para um protesto. 

Veja fotos da saída do Esperanza

Além do tour, o Greenpeace lançou um mapa interativo com as dez áreas de exploração em alto mar mais perigosas no mundo. Para a construção desse ranking de riscos, contabilizamos índices como a profundidade de exploração, os números de pontos perfurados e a vida marinha atingida em caso de vazamento. 

As áreas (identificadas no mapa abaixo) incluem a costa sudeste brasileira, costa leste do Canadá; Ártico; Nigéria; costa da Líbia, no Mediterrâneo; Indonésia; Mar do sul da China; Oceano Atlântico; Nova Zelândia e o próprio Golfo do México. 

Leila Dean, coordenadora da campanha de clima do Greenpeace no Reino Unido, diz que "é hora de irmos para além do petróleo, por isso enviamos nossos navios para o confronto com a indústria petrolífera – que se tornou suja e incrivelmente perigosa." 

Já o navio Arctic Sunrise está no Golfo do México para investigar por três meses os impactos na vida marinha do derramamento de óleo provocado por uma explosão na plataforma da BP em abril desse ano. 

As pessoas poderão acompanhar o tour pelo site oficial, pelas câmeras instaladas na ponte de comando dos barcos e pelo próprio site do Greenpeace Brasil

Empresas como a BP assumem grandes riscos ambientais e sociais para explorar em áreas cada vez mais perigosas, ao invés de investir em energias limpas para evitar o aquecimento global. Isso significa queimar somente 25% do combustível fóssil a que o mundo tem acesso, de acordo com o Instituto de Pesquisa Climática de Postdam.

Ao invés de perseguir as últimas gotas de petróleo, elas deveriam investir em energia eólica, solar e biomassa.

Acompanhe imagens ao vivo do navio:

4 Comentários Adicionar comentário

Felipe says:

Atitude corretíssima essa de mandar os navios. Queria que houvesse uma esquadra de navios desses para barrar esses FPSOs que só fazem destru...

Enviado 7 - dez - 2010 às 20:31 Denunciar abuso Reply

Read More Read Less

Random says:

O ex-diretor do Instituto Estadual de Florestas (IEF) de Minas Gerais, Humberto Candeias, foi preso hoje em uma operação conjunta do Minist&...

Enviado 28 - ago - 2010 às 16:21 Denunciar abuso Reply

Read More Read Less

Pedro Geraldo says:

Ganância maior tem o governo de Minas Gerais com sua política de Meio Ambiente cujo extrategista é o Sr. José Carlos Carvalho. O...

Enviado 19 - ago - 2010 às 23:51 Denunciar abuso Reply

Read More Read Less

Eternal Forest says:

É impressionante o quanto a humanidade está corrompida pela ganacia, muito obrigado greepeace por proteger nosso planeta, por proteger a nat...

Enviado 14 - ago - 2010 às 18:43 Denunciar abuso Reply

Read More Read Less

1 - 4 de 4 resultados.

Postar um comentário 

Para postar um comentário, você precisa estar logado.